fbpx
  • Nenhum produto no carrinho.

HISTÓRIA DA TRILHA RADIOGRÁFICA

Como professora dos cursos técnicos, tecnológicos e de Pós Graduação, percebi que durante minhas aulas os alunos mostravam ter um conhecimento fragmentado sobre  o processo de formação das imagens radiográficas. 

Alguns deles achavam  normal essa situação, porque afinal, era o seu dia a dia! 

E vou te falar uma coisa, tinham a ideia de que esse processo de formação da imagem ocorria automaticamente, que só precisavam, tão somente, executar a tarefa mecanicamente, sem pensar muito!!

Entendiam que a formação da imagem ocorria a partir da interação dos Raios X com a anatomia do paciente, mas não tinham nem ideia do que isso envolvia. 

Aí começavam a ficar em dúvida sobre quais processos que de fato determinavam a formação da imagem!

Surgia dúvida também sobre o motivo, sobre o porque precisavam aprender sobre o átomo! 

Sobre qual era a real importância de entender sobre os elementos químicos!

Fui percebendo ao longo do tempo, que o caminho da formação da imagem radiográfica ainda não estava estruturada na cabeça do aluno, não estava claro a lógica da formação da imagem.

Quando eu perguntava durante as aulas porque tinham que entender sobre o controle da produção dos Raios X, a resposta era quase unânime, e óbvia para todos: 

– Tenho que aprender sobre a  produção de Raios X para realizar o exame solicitado pelo médico.

Não sabiam que durante este  processo, o que  era possível controlar  na  produção de Raios X para obter uma imagem de qualidade e se existiam fatores eles não poderiam controlar.

Com o passar do tempo e percebendo toda essa dificuldade, criei uma forma de ensinar a importância de tudo isso, criei a “A Trilha Radiográfica”.  

Ela surgiu da ideia de trilhar um caminho em busca da compreensão dos passos que precisam ser dominados para a formação da imagem diagnóstica. 

Alcançar o entendimento, conquistar seu reconhecimento como o profissional que domina todas as etapas do seu trabalho e sabe os limites de sua tarefa, onde pode e não pode interferir durante o processo de aquisição das imagens.

Assim quando começamos nossa viagem trilhamos um caminho, iniciamos uma jornada, uma trajetória!

Começamos aprendendo que ao longo desta jornada existe um caminho repleto de importantes detalhes, como os acessos às rodovias, os locais para paradas de abastecimento, entre outras informações úteis para nossa viagem.

Todas orientações para seguir o caminho, a jornada, que faz muita diferença no resultado final, no destino final. 

É quando encontramos nosso objetivo, quer seja o de chegar na praia, no campo, na casa de um parente e a partir dessa chegada, desfrutar do que o lugar nos oferece.

Na Trilha Radiográfica quando você chega na reta final, você chega com o domínio e a confiança de quem agora sabe como faz e para que faz cada uma das etapas da aquisição de imagens de qualidade de seus exames.

Posso te garantir que trouxe para você um curso que vai direto ao ponto, 

Contém somente conteúdos que dizem respeito ao processo da formação da imagem, objetivos, organizados de uma maneira de fácil aprendizado.

Faça da sua jornada de aprendizado uma Trilha para o seu sucesso profissional!

Clique aqui e venha fazer parte da nossa turma:

0 responses on "HISTÓRIA DA TRILHA RADIOGRÁFICA"

Leave a Message

O seu endereço de e-mail não será publicado.